Arquivo por categoria Política

Jingle do Transporte Público do Rio

Só uma brincadeira que fiz a noite.
Ok, eu não sei cantar, mas na falta de um cantor a gente improvisa! 😀

Levando em consideração que entre ligar o teclado e subir o vídeo eu levei 3 horas, até que está bom!

E vai, diz que não é exatamente assim que anda o transporte público do Rio?

Tags: , , , , ,

Bingão do Rio!

Se você mora no Rio de Janeiro e acompanha o noticiário, não pode perder a mais nova sensação da cidade: é o Bingão do Rio!

É só imprimir a sua cartela e acompanhar com os noticiários a cada manhã! Nem todos os jornais dão todas as notícias, então é bom ficar de olho em todos para achar todas as ocorrências antes das outras pessoas!

Ao fazer Bingo, é só twittar a palavra “BINGO”, com a tag #BingoRio e sua diversão está garantida! Corra já e imprima o seu!!!

Mais uma produção: Bruno Fontes. Fazendo seu dia mais feliz!

Bingão do Rio

Foto por: Michael Sharman

Tags: , , ,

Onde reclamar?

Você leu o jornal de manhã, sabe que agora vão cobrar uma taxa para iluminação. Fica meio indignado, mas não tem muito o que fazer. Se arruma e vai para o trabalho quando, no caminho, percebe que as luzes dos postes estão acesas durante o dia.

Revolta, claro, o que mais passaria pela cabeça nestas horas? Sua primeira reação é reclamar com a pessoa que estiver mais próxima. Depois passa a indignação e você a esquece, mas a lâmpada continua lá, acesa. Mesmo que um amigo diga para você reclamar, você sabe que não adianta. De mais a mais, onde iríamos falar disto? Fazer uma carta e enviar para o jornal?

Isto pode até funcionar, mas o ideal mesmo é reclamar na concessionária. Mesmo que não resolvam o problema de início é gerado um protocolo, então passa a constar como uma reclamação oficial e o melhor de tudo, entra nas estatísticas.

É claro que não estou dizendo para você ligar reclamando como se fosse culpa da atendente. Reclamação é você relatar um problema, não descontar a sua raiva nos outros!

Mas a parte interessante é que, aproveitando o exemplo acima, se a Light não resolver o problema, você pode (e deve) reclamar diretamente com a Agência Reguladora, esta que é mais séria e normalmente resolve o problema. Neste caso em específico do nosso exemplo, deveríamos procurar a AGENERSA.

E assim como em uma empresa não reclamamos diretamente com o dono a cada mínimo problema, mas vamos escalando até que seja resolvido, se a Agência Reguladora não resolver, devemos ter o número de protocolo, nome do atendente, data e hora da ligação para que possamos reclamar dela para a Agência Nacional. E se ainda assim não resolver, escalamos no último ponto, a ALERJ.

A verdade é que é NOSSA a obrigação de relatar os problemas utilizando as ouvidorias das concessionárias e escalando se não resolvido. Então se a gente não fizer isto, nunca nada será resolvido! É como ocorre com a violência. Muitas vezes as pessoas deixam de registrar ocorrência nas delegacias por acharem que foi bobeira, algo pequeno ou que não vai adiantar. Mas se você não faz a queixa, a polícia NUNCA vai reforçar a segurança do local, pois não apresenta índice de criminalidade ali. Afinal, não tem nenhuma ocorrência registrada!

Resumindo tudo:

A cada reclamação é essencial você anotar:
– Número de protocolo;
– Data e hora da reclamação;
– Nome do atendente.

Como escalar o problema se não for resolvido:
1º – Fazer a reclamação com a concessionária (Light, Cedae, Metrô, SuperVia etc);
2º – Se não resolver, reclamar com a Agência Regulador;
3º – Se não resolver, reclamar com a Agência Nacional;
4º – Se não resolver, reclamar com a ALERJ.
 
 
Algumas Agências Reguladoras:

 
 
Agências Nacionais:

Tags: , ,

Brasil, a culpa é de todos!

Recebi um e-mail da minha amiga Teresa, que complementa bem o que tenho falado aqui no blog.

Infelizmente não tem o autor, então eu o reproduzo aqui na íntegra (PS: não passei corretor no texto recebido):

” Tá ” reclamando do Wellington Salgado? do Sarney? do Collor? Do Renan? do Palocci? do Jucá? do Lula? do Kassab? Do Arruda? Brasileiro Reclama De Quê?

O brasileiro é assim:

1. – Saqueia cargas de veículos acidentados nas estradas.

2. – Estaciona nas calçadas, muitas vezes debaixo de placas proibitivas.

3. – Suborna ou tenta subornar quando é pego cometendo infração.

4. – Troca voto por qualquer coisa: areia, cimento, tijolo, dentadura.

5. – Fala no celular enquanto dirige.

6. -Trafega pela direita nos acostamentos num congestionamento.

7. – Para em filas duplas, triplas em frente às escolas.

8. – Viola a lei do silêncio.

9. – Dirige após consumir bebida alcoólica.

10. – Fura filas nos bancos, utilizando-se das mais esfarrapadas desculpas.

11. – Espalha mesas, churrasqueira nas calçadas.

12. – Pega atestados médicos sem estar doente, só para faltar ao trabalho.

13. – Faz ” gato ” de luz, de água e de tv a cabo.

14. – Registra imóveis no cartório num valor abaixo do comprado, muitas vezes irrisórios, só para pagar menos impostos.

15. – Compra recibo para abater na declaração do imposto de renda para pagar menos imposto.

16. – Muda a cor da pele para ingressar na universidade através do sistema de cotas.

17. – Quando viaja a serviço pela empresa, se o almoço custou 10 pede nota fiscal de 20.

18. – Comercializa objetos doados nessas campanhas de catástrofes.

19. – Estaciona em vagas exclusivas para deficientes.

20. – Adultera o velocímetro do carro para vendê-lo como se fosse pouco rodado.

21. – Compra produtos pirata com a plena consciência de que são piratas.

22. – Substitui o catalisador do carro por um que só tem a casca.

23. – Diminui a idade do filho para que este passe por baixo da roleta do ônibus, sem pagar passagem.

24. – Emplaca o carro fora do seu domicílio para pagar menos IPVA.

25. – Freqüenta os caça-níqueis e faz uma fezinha no jogo de bicho.

26. – Leva das empresas onde trabalha, pequenos objetos como clipes, envelopes, canetas, lápis…. como se isso não fosse roubo.

27. – Comercializa os vales-transporte e vales-refeição que recebe das empresas onde trabalha.

28. – Falsifica tudo, tudo mesmo… só não falsifica aquilo que ainda não foi inventado.

29. – Quando volta do exterior, nunca diz a verdade quando o fiscal aduaneiro pergunta o que traz na bagagem.

30. – Quando encontra algum objeto perdido, na maioria das vezes não devolve.

E quer que os políticos sejam honestos…

Escandaliza-se com a farra das passagens aéreas…

Esses políticos que aí estão saíram do meio desse mesmo povo ou não?

Brasileiro reclama de quê, afinal?

E é a mais pura verdade, isso que é o pior! Então sugiro adotarmos uma mudança de comportamento, começando por nós mesmos, onde for necessário!

Vamos dar o bom exemplo!

Espalhe essa idéia!

“Fala-se tanto da necessidade deixar um planeta melhor para os
nossos filhos e esquece-se da urgência de deixarmos filhos melhores
(educados, honestos, dignos, éticos, responsáveis) para o nosso
planeta, através dos nossos exemplos…”

Amigos!

É um dos e-mails mais verdadeiros que recebi!

A mudança deve começar dentro de nós, nossas casas, nossos valores, nossas atitudes!