Arquivo por categoria Internet

Domínio Registro.br como Addon Domain no BlueHost

Todo mundo que já tentou associar um domínio do Registro.br como Addon Domain no BlueHost sabe o drama que é:
 

O Registro.br só aceita apontar o servidor DNS para o BlueHost se ele já estiver configurado para o domínio correto e o BlueHost só deixa configurar o domínio se você apontar o DNS do Registro.br para ele.

 
Ok, há ainda 2 outras formas de configurar o BlueHost sem a necessidade de alterar o DNS no Registro.br. Mas uma delas é adicionando um arquivo com nome específico no domínio (impossível se você não tem uma hospedagem configurada) e a outra é tentando enviar um e-mail para a conta cadastrada como dono do domínio, porém ele sempre acredita fielmente que o seu e-mail é o cert@cert.br…

Para o BlueHost, até o oglobo.com usa o e-mail do cert@cert.br...

Porém, com a adição de serviço DNS no Registro.br a coisa ficou muito mais fácil. Para configurar o seu domínio, faça o seguinte procedimento:

  1. Entre no BlueHost, e em Domain Manager adicione um Addon Domain;
  2. Digite o endereço do seu domínio do Registro.br, ele vai pedir para você apontar o seu DNS para ele;
  3. Entre nas configurações de registro DNS do seu domínio no Registro.br;
  4. Marque a caixa com a opção para usar o DNS do próprio Registro.br;
  5. Clique no botão Salvar;
  6. Ao terminar de salvar, o Registro.br vai indicar que o seu domínio está atualizando e disponibilizará um botão Alterar e Salvar, clique nele;
  7. Na tela que abrir, clique no botão Avançado;
  8. Adicione um Registro “A” apontando para 66.147.244.191*;
  9. Salve e espere que os servidores DNS atualizem;
  10. Volte na página do BlueHost, apague e digite novamente o domínio que você quer;
  11. Neste momento o domínio será reconhecido como seu. Clique em Add Domain para salvar.
     
    Se quiser, pode parar neste passo, ou…
  12. Volte no Registro.br e altere o DNS para os do BlueHost, que são:
     
    Master: ns1.bluehost.com
    Slave 1: ns2.bluehost.com
  13. Agora é só aguardar a replicação nos servidores DNS e aproveitar! 🙂

* – Confirme o endereço IP no BlueHost. Ele fica na tela de adicionar Addon Domain, no Step 2: Verify Ownership.

Desculpem-me o passo-a-passo não muito bem feito. Fiz o procedimento mais cedo e não consegui voltar nas telas para saber exatamente o nome do todos os botões, mas resumindo tudo, o que fiz foi o seguinte:

Configurei o domínio do Registro.br para usar o DNS dele mesmo. Tendo este DNS configurado, adicionei um “A” Record apontando para o BlueHost, assim ele me reconheceu como dono do domínio e permitiu a adição. Então voltei no Registro.br, agora que o BlueHost já estava configurado e pude alterar novamente o DNS, mas desta vez para o endereço do BlueHost.

Tags: , , , , ,

Mute / Ignorar: Usando melhor o Gmail

Que o Gmail é considerado o melhor webmail da atualidade pela maioria dos internautas todo mundo já sabe, o que a maioria não sabe é que o cliente de e-mail da Google tem vários recursos super interessantes que são pouco usados, justamente por falta de conhecimento.

Pensando assim, resolvi escrever uma série de posts de como usar cada um destes recursos, incluindo o passo-a-passo completo do Mute, Filters, Canned responses, (Para quem usa em português: Ignorar, Filtro, Respostas predeterminadas) e o que mais aparecer.

Eu sempre recomendo que as pessoas usem o Gmail em inglês por um motivo básicos: Os novos recursos são habilitados primeiro para quem usa em inglês e, só após a tradução (que demora um pouco), são liberados para outros idiomas. Então se eu falar de algum recurso aqui que você ainda não tenha, basta mudar o idioma para English (US).

Por este motivo, vou manter os termos em inglês, com a tradução ao lado, entre parênteses, para você se achar caso tenha dificuldades com o idioma.

Neste primeiro tutorial eu vou explicar para que serve o Mute (Ignorar). Ele é tão simples que você vai entender antes mesmo de terminar de ler a explicação e, se você participa de alguma lista de discussão, provavelmente irá utilizar bastante também.

O que o Mute faz é, nada mais, nada menos, que pular a caixa de entrada e passar a arquivar diretamente aquele thread (grupo de emails com o mesmo título). Ou melhor, você vai continuar recebendo as respostas daquele determinado e-mail, porém elas não vão aparecer na sua inbox.

Para dar Mute em uma conversa basta abrir ou selecionar qualquer e-mail que você não quer mais ler as respostas, clicar no botão More Actions (Mais ações), lá em cima, e em seguida, clicar em Mute (Ignorar).

Se por algum motivo você quiser ler estes e-mails, o thread inteiro estará disponível na pasta All Mail (Todos os e-mails).

Tags: , ,

Google Wave

O que mais ouvi falar nos últimos dias, é que as pessoas não gostaram ou não entenderam para que serve exatamente o Google Wave. Porém ontem chegou a minha vez, recebi o convite e comecei a testar a ferramenta.

É claro, a lei de Murphy não falha. Logo após começar ocorreu o apagão no Rio, que me deixou na vontade.
Mas depois pude completar o teste e descobri uma fantástica ferramenta colaborativa!

Então se você ainda não entendeu como funciona e quer saber como usar o Google Wave, ou ainda ouviu dizer mas não sabe o que é, vou dar uma prévia.

Ao abrir, me lembrei um pouco do Microsoft Outlook, pastas na esquerda, junto com os contatos, a Caixa de Entrada (Inbox) ao centro, e o visualização das waves na direita.
Utilizando com mais calma, reparei que esta organização é personalizável, o que ajuda muito se você utilizar uma resolução menor.

A princípio, posso me arriscar a dizer que o Wave é uma mistura de e-mail, ou ainda do Gmail, com o Google Talk. Você pode enviar uma wave para a pessoa, que ficará na caixa de entrada dela até que ela entre e veja.
E se vocês dois estiverem online no mesmo momento, tem uma indicação de que a pessoa está online e um consegue ver o outro digitando, alterando ou incluindo qualquer coisa na Wave.
Cada insersão desta, que assemelha-se a uma mensagem de gtalk, chama-se blip.

Mas a grande diferença aí, é que você pode editar os blips enviados!

Agora pense nas possibilidades: Ao editar um blip, podemos organizar um material já enviado anteriormente e manter aquele “documento” (neste momento me lembra um pouco o Google Docs, com compartilhamento) sempre atualizado, com toda a linha do tempo e debate de como se chegou e porque se chegou naquela conclusão nos blips subsequentes.

Para melhorar ainda mais, cada wave pode ter vários participantes, e ser aplicados tags, tornando assim uma ótima ferramenta para fazer trabalhos de faculdade, pós ou mesmo trabalhar, quando se tem muita gente participando e precisa-se chegar a um resultado comum. Eu já estou usando com propósito parecido e digo, estou adorando!

Para finalizar com chave de ouro, além de ter a possibilidade de incluir anexos, fotos, vídeos etc nos blips diretamente, ou por meio de busca no Google de dentro do próprio wave e o inserir, a Google abriu as portas de vez para a inovação, permitindo a instalção de plugins!

Para ser perfeito mesmo, só faltou o Wave aceitar receber e-mails, já que utiliza o mesmo padrão de endereçamento para seus contatos. Pelo menos nos testes que fiz, não recebi mensagem de erro ao enviar um e-mail para o meu Google Wave, mas também não recebi o e-mail no Wave.

É óbvio, a ferramenta acabou de ser lançada e ainda tem alguns pequenos bugs, mas nada que não seja corrigido durante o tempo.

E você, já usou? Gostou? Odiou? Deixe sua opinião aqui!

Tags:

#ShrekCamp ou #BolinhaCamp

Ogros são sempre ogros, mesmo que disfarçados de nerds.

Foi pensando nisso, que resolvemos abrir este espaço. Enquanto nossas namoradas, noivas e esposas estão no #LuluzinhaCampRJ, nós, ogros de carteirinha, vamos aproveitar o espaço e ter o nosso encontro!

O motivo principal é falar de nossos assuntos preferidos. Muito video-game, RPG, seriados, cultura nerd e qualquer outro papo que for de interesse na hora! É claro, tudo isso movido a cerveja!

Mas além disto, vamos aproveitar para rivalizar com as meninas! Mostrar para elas como é que se faz um evento de verdade, um evento ogro de verdade! E para isso adotamos um segundo nome, o #BolinhaCamp.

O dia e horário é muito fácil, o mesmo delas: 14/11/09, das 13h às 19h.

E o local: Devassa Flamengo. Assim podemos deixá-las no #LuluzinhaCampRJ e correr pro bar evento!

Mapa do local: http://migre.me/b5zb

Para se inscrever, é só clicar aqui: http://migre.me/aNDz

E se quiser falar com os organizados, é só entrar em contato comigo (@brunofontes) ou com o Pedro Cardoso (@pedrocardoso)

Acompanhe o que andam falando sobre o #ShrekCamp / #BolinhaCamp na barra lateral!

Yahoo meme

O Yahoo lançou um novo serviço na internet, chamado de Yahoo Meme.

Ainda muito se discute sobre qual é a atual funcionalidade da ferramenta, mas todos estão muito curiosos, já que só pode entrar com convites, que são limitados.

Eu fiz o meu cadastro, achei alguns conhecidos e os adicionei, mais ou menos da mesma forma que acontece no Twitter.

Depois de brincar um pouco com ele, estou com a impressão de que é uma pequena mistura de blogs, com textos não tão limitados, podendo incluir videos, fotos e músicas, com a relação do twitter, onde temos uma timeline e todos podem ver o que as pessoas que seguimos estão enviando.

A idéia parece boa, apesar de ainda estar muito no início, mas ainda não dá para ter certeza se realmente fará tanto sucesso.

Atualmente a ferramenta conta com um bug de não aparecer o que digitamos após algumas linhas, até finalmente a barra de rolagem ser exibida, o que ainda é muito ruim e irrita. Além do fato de não podermos dar um repost sobre algum respost de mensagem nossa.

Concordo com o comentário do @Roneyb, que o Yahoo Meme remete a teoria do Dawkins, mas acima de tudo, parece uma tentativa de unir as partes boas das tecnologias atuais, criando uma nova forma de debate ou até mesmo relembrando os fórums.

Resumindo: Eu o chamaria de um grande caldeirão de mídias sociais.